quarta-feira, 30 de dezembro de 2009

Um breve resumo de 2009 (fora de ordem cronológica)

2009 foi pra mim sem dúvida um ano cheio de emoções, realizações, comemorações e confusões.
  • Mudei de casa pela primeira vez na vida. (Como é bom livrar de coisas sem importância, como um ventilador quebrado por exemplo.)
  • Tive rias relações amoroas que duraram duas semanas. (Foram várias mesmo!)
  • Fiz algumas viagens: Serrá do Cipó num fim de semana, duas vezes em juiz de Fora, uma semana em Montes Claros e três dias e meio no Rio de Janeiro com direito a ficar amiga do guia e de uma passageira que viajou sozinha. (Como eu adoro conhecer pessoas!)
  • Pela primeira vez na vida fiquei realmente bêbada, com direito a chorar e vomitar (lembrando que eu não vomitava há pelo menos 20 anos. Nunca mais bebo vodka!)
  • Tive três empregos ao mesmo tempo. (Como tá bom ficar atoa na vida agora.)
  • Balada até enjoar (juro que tô enjoada de balada.)
  • A carteira de motorista continuou vencida. (Ah! não tenho carro mesmo...)
  • A impressora multifuncional continuou sem tinta. (Tive que pagar xerox fora.)
  • Muita malhação e regime. (Desisti dos dois, ano que vem começo de novo.)
  • Teve a notícia da gravidez da irmã mais nova. (Meus pais estão babando... Será o segundo netinho deles.)
  • Eu to literalmente "ficando pra titia". (Mas um dia serei mãe também.)
  • Tive meus amigos por perto o tempo todo. (Nunca me senti sozinha.)
  • Descobri que gosto de escrever e por isso continuei escrevendo no blog. (Já tenho 23 seguidores, e nem todos são meus conhecidos.)
  • Fiquei individada. (Quebrei todos os meus cartões de lojas.)
  • Consegui deixar o cabelo crescer. (Este é o tamanho record em 10 anos)
  • Minha fé aumentou. (Descobri que Deus realmente atende as nossas preces.)
  • Escolhi aceitar só as coisas boas da vida. (Afastei tudo o que me fazia mal, incluindo pessoas.)
  • Continuei ansiosa. (Mas não gosto de me tratar com remedinhos que o psiquiatra receita, então larguei por conta própria.)
  • Descobri que rir é o melhor remédio. (Chorar só quando o problema for sério!)
  • E o melhor de tudo: Descobri que nunca tive nenhum problema sério. (Como eu chorei atoa meu Deus!)
Tenho muitos sonhos como qualquer ser humano normal. Mas ainda há tempo de realizar muitos deles...


terça-feira, 22 de dezembro de 2009

Como não engordar em festas de fim de ano

Olá queridos! Tô na área pra dar dicas de "como não engordar nas festas de fim de ano". Claro que essa é uma preocupação feminina, já que os homens não engordam com tanta facilidade como nós mulheres.
Eu tenho a impressão que engordo no mesmo dia quando como muito. Parece que a barriga passa de dois meses de gravidez pra nove meses num pulo.

Não gente, não estou grávida e esse não é meu projeto para o ano que vem também, foi só um exemplo. Não estou escondendo nada de vocês, eu juro.

Então vamos as dicas de "como não engordar nas festas de fim de ano". Bom, na verdade é muito simples; é só você não participar das festas. Porque você não vai resistir a ceia de natal, e muito menos aos doces da sobremesa, a cerveja e o vinho. E no dia seguinte na casa da vó tem um almoço mega demorado que sai lá pelas 17:00 horas, sendo quase outra ceia e enquanto isso você vai encher a cara de castanhas, nozes, azeitonas e outros pestiscos engordantes. Você não vai resistir, então não vá! Fique magra! A familia não pode ser mais importante do que o seu lindo corpinho não é verdade? E no reveillon também nada de comilança. Alugue um filme, coloque um pijama, ignore os fogos e pense que esse é um dia como outro qualquer, não tem por que comemorar.

Mas vamos combinar, que o sacrificio todo vai valer a pena, pois em Janeiro você vai pra praia uma sereia e não baleia.

Então gente pra quem vai seguir minhas dicas, boa sorte!

Eu vou comer muito no natal e no reveillon e ainda vou viajar com uma barriguinha de fim de ano, mas não abro mão de comemorar bastante e ao lado das pessoas que gosto me entupindo de comida e deixando o regime só pro ano que vem. Pois é como sempre digo: Ano novo, regime novo!

Bom 2010 a todos!

domingo, 13 de dezembro de 2009

Ser um cérebro ou um corpo? Eis a questão


Já tem um tempo que estou cansada de ser inteligente, porque percebi que no final o que conta é o tamanho da sua bunda. Então tenho malhado muito o gluteo, pois resolvi que agora serei apenas um corpo. Só pra variar um pouco sabe? Deixar um bom livro de lado, ler mais revista de beleza... Me espelhar em mulheres como Sheila Carvalho, Sheila Mello, Sheila-não-sei-lá-do-que-mais, enfim... Vale lembrar das mulheres que são frutas também: mulher moranguinho, bananinha, melancia, laranjinha, tomatinho (sim, tomate é fruta ou fruto, o que dá no mesmo), todas com muita bunda e desprovidas de cérebro. Se bem que tô mais pra Dani Calabresa (divertida e inteligente).
Bom, tomei essa decisão depois de cansar de ver os caras com que tô saindo, olhando pra bundas alheias enquanto eu falo de um filme ou de artes plásticas por exemplo. É como se eu não tivesse bunda, só porque tô falando de um assunto interessante, entende?
Eu já tive vontade várias vezes de tirar a roupa no meio do lugar que estou com o cara só pra mostrar que minha bunda também é boa! E em muitos casos melhor do que a bunda das outras. Tudo bem com um pouco mais de celulite talvez, mas já tô fazendo drenagem linfática, poxa!
Eu percebi (e isso demorou muito, porque eu não queria acreditar), que os homens não ligam pra cérebro, eles só ligam para a bunda.
Então agora quando eu conhecer um cara e ele pedir meu telefone, já vou logo falando o tamanho da minha calcinha. É "M", as vezes "G", dependendo do modelo (essas tipo cuequinhas, no tamanho "G" fica bem confortável).
Bom, na verdade eu falo tudo isso da boca pra fora sabe gente? Eu espero mesmo é ser valorizada pela minha inteligência, pois deve ter um homem, mesmo que seja em um milhão que prefira um cérebro do que uma bunda. Tô enganada? Alguma mulher inteligente que se deu bem, me conta por favor? Eu sei que posso ser malhada e inteligente ao mesmo tempo, tanto que to me cuidando mesmo, nada de mais, só musculação todos os dias e caminhada em volta da Lagoa da Pampulha a pé. Tá bom, tô mentindo, musculação três vezes na semana, mas as vezes falto uns dois dias só.
Bom, na verdade nós mulheres com um pouco mais de cérebro devemos nos unir e provar que com o passar dos anos a bunda cai, mas a inteligência continua. E antes um cérebro funcionando bem com uma bunda murcha, do que só uma bunda murcha não é verdade?



sexta-feira, 4 de dezembro de 2009

Os últimos serão os primeiros

Barack Obama, o primeiro presidente negro dos EUA. Michael Jackson, o primeiro cantor ex negro do mundo. Fernanda Young, a primeira mulher inteligente a posar na playboy.
Gente eu tô aqui pra falar dessas três pessoas que eu admiro muito.
Obama (tenho uma blusa com a cara dele estampada, acho fashion! Com um cintinho por cima, fica tudo!) por ser canhoto e por ter ganho o Prêmio Nobel da Paz, o que deve ter matado o ex presidente Bush de raiva já que não existe "Prêmio Nobel da Guerra".
Michael por se transformar em mulher e continuar pegando mulheres. Eu não usaria uma blusa com a cara dele estampada, porque as crianças não saberiam quem é e eu teria que ficar explicando que ele era uma metamorfose ambulante e ai teria que explicar o que é metamorfose e ambulante, enfim...
E Fernanda por ter coragem de posar numa resvista de mulheres gostosas, mesmo não sendo uma. Também não usaria uma blusa com estampa da cara da Fernanda porque quase ninguém sabe quem ela é mesmo, então...
Bom, é isso espero que vocês assim como eu estejam mais satisfeitos com o presidente alheio do que com o seu próprio presidente (também votei no Lula, gente! Eu sei... eu sei...).
Espero que escutem mais Michael, não porque ele morreu, mas porque é bom de verdade!
E espero que comprem a playboy da Fernanda pra me emprestar (tô mega curiosa!), porque eu que não vou gastar dinheiro com isso, né? E imagina eu numa banca de revista: "Moço eu não sou lésbica, a revista é pro meu irmão". Não mesmo!

domingo, 29 de novembro de 2009

Para desiludir ainda mais as mulheres




Hoje estou aqui pra falar com você que sofre por amor, que insiste em algo que você sabe que não tem futuro, que insiste em ficar com alguém que não te da valor e não te trata como você merece, e mesmo assim você não consegue esquecer e fica esperando que um dia essa pessoa mude suas atitudes e te procure com flores na mão e pedindo perdão por todo mal que ela te fez.


Bom queria avisar que isso não vai acontecer, pois você não está numa novela, muito menos em um filme de comédia romântica. Então o primeiro passo é aceitar que acabou. Tudo bem, você já aceita, mas não consegue esquecer, porque fica martelando a cena na cabeça de quando ele te tratava bem e te chamava de amorsinho né? Bom, que tal lembrar o motivo da separação? Que tal pensar no moçinho do começo como o bandido do final, hien? Tá gostando né? Pois é, nós mulheres temos mania de ficar martelando as coisas boas que aconteceram quando nos separamos de alguém, mas se a gente pensar em todos os acontecimentos ruins, fica muito mais fácil esquecer, afinal ninguém quer viver uma relação ruim. Se acabou, é porque não era pra ser, então bola pra frente e vai piriguetar. Não tá valendo a pena nem nunca veleu, ficar sofrendo por causa deles, pois enquanto você fica em casa chorando, ele ta comendo alguém que acabou de conhecer na balada, e acredite ele gosta muito mais dessa vida, porque ele não tem que dar satisfação pra ninguém de nada e é da natureza do homem querer ser livre.


É mulher que tem o sonho do casamento e de constituir família, ela nasce com esse sonho embutido nela e o homem é programado para ter liberdade, tanto que a maioria deles não consegue ser fiel.

Então meninas, para vocês que sofrem por amor lembrem-se de que tem alguém legal pra você por ai sim, mas ele não é perfeito, não se parace com o Gianecchini, não é rico, não é romântico, e nem é tão bom de cama assim. Então vamos parar de sofrer, e de idealizar e vamos aceitar que tudo que começa tem que terminar, e que só nos tempos dos nossos avós onde ainda existia respeito pra se relacionar com o outro é que as relações eram duradouras. Me desculpem se estou desiludindo ainda mais vocês, é proposital, mas vocês precisam acordar. Pronto falei!

sexta-feira, 27 de novembro de 2009

Com quem você se parece?


Juro que tenho ouvido de várias pessoas a seguinte comparação: que eu pareço a Mel Lisboa.
Eu passei vergonha por causa disso outro dia na academia, pois estava lá na minha, fazendo esteira, andando no 6.2 e vendo clipes na Mix Tv quando uma senhora que estava com um fone no ouvido (ela queria conversar e ouvir música ao mesmo tempo) berrou: "Já te falaram que você parece a Mel Lisboa"? Nesse momento todos da academia olham pra mim. E eu, um pimentão nessa hora respondo: _ Já sim, mas não pareço não dona!
Fico pensando: ela tem olhos verdes, os meus são castanhos, ela tem o nariz fino, o meu é de coxinha. Ela tem dentes grandes e eu nem tanto.
Cada vez que uma pessoa faz essa comparação eu vou la no google imagens caçar fotos da Mel pra tentar achar o mínimo de semelhança, mas eu não consigo. Claro que é uma comparação bacana, pois se alguém me falasse que pareço alguém que fosse feia ou comum de mais, não seria legal de ouvir. Afinal mulher gosta de ter o ego massageado, não é verdade?
Mas eu sempre escuto das pessoas: "Você é a cara da amiga da namorada de um primo da minha vizinha." Ou então: "Você é a cara da esposa do primo do amigo do meu namorado." Enfim, sempre sou a cara de alguém. Mas eu não queria parecer com ninguém. Acho o máximo aquelas pessoas que têm o rosto exótico, que não se parecem com outras. Tipo rosto exclusivo!
Pior que tem gente que se parece com bicho, já viram? Por exemplo a Cicarelli tem cara de tartaruga, o Luciano Huck parece um papagaio, o Celulari tem cara de gato, embora definitivamente não seja um homem bonito (se você está discordando, é porque tem mau gosto, o que é ótimo, porque não somos concorrentes). Tem cachorro que é a cara do dono, e por ai vai...
Bom, e você se parece com quem? Faça o teste no site http://www.picitup.com/picitup/match_start.jsp
Lá você vai descobrir com qual celebridade você se parece. Mas não têm brasileiras. Se alguém descobrir um site que faz comparação com brasieliras me avise que quero ver se lá vou parecer com a Mel também.
Ah! não vale ficar com raiva depois das comparações do site que indiquei hein?



terça-feira, 10 de novembro de 2009

Chuta que é macumba!


Sabe quando você sente que tem uma nuvem negra carregada de chuva bem em cima da sua cabeça e que só chove em você?

Sabe quando você está extremamente feliz em um dia e extremamente infeliz no outro, mesmo você não sendo bipolar?

Sabe quando você não se sente bem nem com sua melhor roupa, melhor maquiagem e cabelos mega hidratados?

Sabe quando você quer estudar e a preguiça te domina tanto, que você não consegue sair da primeira página de um texto?

Sabe quando você espera por um encontro a semana inteira e quando encontra a pessoa vocês brigam sem motivo?

Seus problemas acabaram!

Chegou o sensacional kit "chutamacumbeitor". Porque se tá dando tudo errado nessa vida minha amiga e meu amigo, você deve ficar livre desse ebó. Mas não é só isso, na compra do sensacional kit chutamacumbeitor você ainda leva de grátis e sem custo algum a sensacional receita do ebó para resolver problemas difíceis

Ebó Para Resolver Problemas Difíceis - Material Necessário: 2 Acaçás Brancos, 2 Ovos Brancos, 2 Quiabos, 2 Moedas, 2 Conchas, 1 Oberó . Maneira de Fazer: Passa-se tudo no corpo e coloca-se num Oberó, colocar bastante mel e arriar numa praça e pedir a MEGE ou MEGIOKO que traga tudo de bom e em dobro. Este Ebó tem que ser feito com 2 pessoas, acompanhadas de duas crianças. Nota: Este Ebó só pode ser feito nas terças-feiras.

Então gente, nem adianta só copiar a receita do ebó logo acima, pois no seu kit chutamacumbeitor você recebe além da galinha e da pipoca, também um dicionário com os significados de vários termos, incluindo "acaçás" e "oberó" "Mege" ou "Megiokoto".

Leve com você seu kit chutamacumbeitor pra qualquer lugar: praia, clube, acampamentos e até mesmo para seu ambiente de trabalho, que é onde se concentra o maior número de pessoas que falam mal de você, mesmo você não dando motivo algum. Quando sentir que o clima ta ficando pesado, é simples, você prepara a macumba com a galinha e pipoca do seu kit e pronto é só chutar. Você vai ver que chutando a macumba, tudo volta ao normal.

Então vamo lá gente coragem! Chuta que é macumba!

quinta-feira, 29 de outubro de 2009

Promessas de fim de ano


É isso ai gente, o ano tá acabando, já tem enfeite de natal pra tudo que é lado, e já estamos totalmente estressados não é verdade?

Eu gosto do ano novo... deixar as coisas ruins de lado, fazer planos, acreditar que vai ser diferente, enfim...

Mas eu resolvi que nesse ano não vou fazer promessas, porque não sei se só acontece comigo, mas... eu não consigo antingir essas metas que coloco na ponta do lápis. Mas se você é desesperado por fazer a lista de promessas e fica mais desesperado ainda pra ver tudo acontecendo no ano que se inicia; darei dicas de como conseguir cumprir as promessas de fim de ano. Eu também vou tentar.

* Quem não fuma, pode começar agora, porque não dá tempo de viciar e ai você pode ter a meta de parar de fumar no próximo ano. Essa eu tenho certeza que você vai conseguir cumprir. Mas se acha que vai ficar viciado, começando agora, desista e fume só na noite de reveillon mesmo, depois de meia noite, nada de cigarro hein? Pronto uma meta cumprida: você parou de fumar. E ainda vai ter gente te chamando de discreto por nunca ter percebido que você fumava antes.

* Você pode prometer parar de trair sua esposa e pra parar de trair você tem que começar não é verdade? Já que você sempre reclamava que não conseguia trair, tá ai a oportunidade por uma boa causa. Ter mais uma meta para cumprir no ano novo.

Bom gente é isso, tentem essas duas dicas e pensem sempre que não adianta fazer promessas que não vamos conseguir cumprir.

Essas duas dicas são infalíveis (acabei de inventar, mas estou acreditando que funcionam, afinal pensamento positivo e ano novo andam juntos, não é verdade?) para que vocês consigam cumprir metas para o próximo ano.

Agora... se você já fuma e já trai sua esposa, essas dicas não são pra você. Tente outras promessas, ok?



terça-feira, 13 de outubro de 2009

Cuidado com a sandália de borracha!


Ontem estava eu comentando com minha irmã mais nova (agora só moramos eu e ela juntas), que não tenho visto baratas no apartamento, porque na outra casa sempre tinha; e já falei aqui no blog sobre o meu medo de baratas. Mas ontem eu me surpreendi comigo mesma e vi que sou mais medrosa do que eu imaginava. Estava eu no meu pc, quando de repente senti um vulto do meu lado esquerdo, e era uma maldita, nojenta e enorme barata. A principio peguei minha sandália de borracha e pensei em esmagar a monstra, mas... não consegui. Tive medo dela levantar vôo. Não tive outra escolha se não acordar minha irmã, que me contou que nessa semana matou uma barata enquanto estava sozinha em casa. Então pensei: Se ela matou uma, pode matar outra. Chamei a maninha e ela levantou mais assustada do que eu, e ficamos as duas paradas olhando pra barata de longe e arrepiando com cada mexida de antena que a bunita dava. Pensamos na próxima coisa que temos que providenciar, que é uma daquelas roupas desse povo que colhe mel de abelha (não sei o nome de quem colhe mel, e nem o nome daquela roupa), mas enfim... Tentamos improvisar algo parecido com a tal roupa protetora. Eu peguei um casaco e coloquei na cabeça e fiquei parecendo aquele carinha do South Park que sempre morre no final, que também não lembro o nome.

Bom, ficamos paradas, pra ver se a bunita ia levantar vôo ou dar uma voltinha pelo quarto. Então ela tímida se escondeu atrás da persiana. Peguei o "Baygon Ação total" (que mata até o mosquito da dengue) e espremi com vontade no meu quarto. fechei a porta e colocamos um pano pra ela não ter como fugir. Esperamos uns 20 minutos na sala e voltamos pro quarto, onde o cheiro era insuportável. Com certeza a pequena deveria estar lutando pela vida, porque com aquele cheiro terrível, ela não poderia sobreviver. Então avistei a coisinha se arrastando no chão de baixo da minha cama.
Bom, agora era só esperar o namorado da minha irma chegar. Sorte a nossa que ele iria lá pra casa, porque não somos obrigadas a fazer o papel de um homem matando barata. Então ficou tudo bem. Fizemos a parte mais difícil e ele só catou a bendita e se livrou dela.

Hoje quando acordo, vi que outra barata estava caida no chão, virada de barriga pra cima e mechendo as perninhas. Ai sim eu terminei de matar. Peguei minha sandália de borracha e bati com gosto na danada e disse a ela: "... E não volte nunca mais"!
E vivemos felizes para sempre.

segunda-feira, 24 de agosto de 2009

Sim Senhor!


Hoje tava fim de ver um filme divertido, já que odeio o domingo e tava me sentindo sozinha, meio triste no meu ap. Foi então que aluguei "Sim Senhor" com Jim Carrey. A idéia do filme me lembrou o documentário "O Segredo", que fala da questão de atrair coisas boas com pensamentos positivos. Enfim... Fiquei pensando em quantos "nãos" levamos pela vida e como nós também falamos "não" para as pessoas ou situações, e como perdemos tantas oportunidades por causa de uma palavra tão pesada, que é o "não". Foi então que pensei em a partir de agora tentar dizer mais "sim" por ai. Mas ser tão positivo dá trabalho, porque temos a mania, (pelo menos eu tenho) de colocar as coisas ruins na frente das boas. Então ai vão dicas pra gente tentar ser mais positivo diante das situações complicadas:

1) Você está saindo com um cara e ainda não sabe ao certo se é namoro ou só amizade colorida. Então aproveite o sexo, a compania, dê muito beijos e se ele não te apresentar pra familia dele em 5 anos, ai você pode esquecer que esse não vira marido. Mas pense pelo lado bom, maridos não fazem sexo com tanta frequencia, quanto os amigos coloridos não é verdade? Então diga "sim" para a amizade colorida".

2) Você está em uma festa chiquerrima e então percebe que não conhece nenhum daqueles salgadinhos tão finos que estão servindo ali. Pense bem! Quase toda comida fina é composta por seres nadantes, então enfie a cara nos salgadinhos finos e saiba que você não vai engordar tanto quanto se tivesse em festa de pobre cheia de empada, coxinha e quibe. Então diga "sim" aos salgadinhos finos.

3) Você não gosta do seu emprego. Acha que ganha pouco e não é valorizado. Seu chefe é um pé no saco e tem mau hálito. Lembre-se então da fila de desempregados que é quilométrica todos os dias nas portas de agências de empregos (lembrando que agência de emprego de pobre não arruma vaga boa pra ninguém e que desempregado esperto paga caro para se associar a agências pela internet, e arruma dívida, mas paga com o primeiro salário). Então diga "sim" ao emprego fudido.

4) Você odeia funk e seu visinho todo domingo te acorda com o som no talo e o pancadão rolando. Lembre-se que poderia ser pior. Ninguém merece pagode ou música sertaneja por exemplo. Então saiba aproveitar o batidão do funk, dance até o chão e queime calorias. Vamos lá, diga "sim" ao funk do visinho.

5) Você tem um casamento pra ir e o show da Madonna no mesmo dia. Pense bem, provavelmente esse será o ultimo show da musa. Agora, você sabe que tá na moda casar mais de 4 vezes. Então espere o próximo casamento. Diga "sim" ao show da Madonna.


Estamos combinados gente? Ou vocês vão dizer assim pra mim, igual a xuxa: _ "Hahan Claudia senta lá".


domingo, 2 de agosto de 2009

Eu não sou emo!

A primeira vez que ouvi a pergunta: "Você é emo?", foi quando trabalhei a noite em uma escola pública e um aluno me questionou. Ai perguntei de volta: "O que que é isso de emo?" Pensei: "será que tem haver com sexualidade?". Heterosexual, homosexual, bisexual, transexual e agora "emosexual". Mas não era nada disso. O aluno me explicou que é um tipo de comportamento, assim como os grunges, Punks, Hippies, Skinheads, e afins.
O estilo emo nasceu em 2003 e define pessoas que gostam de músicas com letras emocionalmente triste, mas de preferência que sejam "pesadinhas", dai o termo emocore (abreviação do inglês emotional hardcore). Usam roupa preta, cabelo preto e lápis preto no olho (detalhe que os garotos também usam o lápis preto no olho), e gostam de usar termos como "miguxo" para substituir "amigo".

Porque não sou emo?
1) Não uso só roupa preta. Adoro uma cor!
2) Uso lápis preto no olho, até pra ir à padaria, mas não sou a única. As patricinhas também usam.
3) Gosto de Madonna, e de vários outros artistas pops como Justin Timberlake.
4) Não substituo a palavra "amigo", por "miguxo".
5) Uso all star, mas também uso scarpin.
6) Sou bem humorada e engraçada.
7) Não posso ser velha e emo ao mesmo tempo.
8) Tenho o cabelo preto, curto e com franja, mas ele já foi vermelho, e comprido. Gosto de variar, só isso.
9) Adoro uma tachinha no cinto ou em detalhes de roupas e bolsas, mas não saio na rua com todas as tachas que tenho em casa.
10) E por fim, nunca repararam no tamanho dos meus olhos? Sou um mangá e não uma emo.

Mas eu tenho que responder a maldita pergunta pelo menos uma vez por dia:
"Você é emo?"

segunda-feira, 20 de julho de 2009

Dia do amigo - Para Enrico com carinho


Eu já falei dos meus amigos aqui, mas hoje volto porque vale a pena falar deles sempre, e eu não poderia deixar de prestar minha homenagem a esses queridos da minha vida. Mas escolhi um especial pra falar e espero que os outros amigos não morram de ciumes e nem parem de falar comigo.
Conheci Enrico no mesmo ônibus, pois estudamos na mesma faculdade e moramos perto. Ele que não é de se aproximar das pessoas tão facilmente, se aproximou de mim com muita simpatia e ficamos amigos de infância logo. A gente fez natação juntos, o que foi muito difícil pra ele já que eu conseguia rir e nadar ao mesmo tempo, mas ele não. Fizemos Street Dance juntos, ele conseguia ficar de cabeça pra baixo, naquelas posições de yoga e eu não. A gente queria fazer tudo junto e o professor separava a gente porque não paravamos de rir e conversar. Alias não lembro nem uma vez que tenha encontrado com Enrico e que não caimos na gargalhada. Na época da faculdade mesmo, quando ele me avistava de longe indo em direção ao ponto de ônibus ele já morria de rir e eu ia andando igual louca rindo sozinha também até chegar e dar um abraço nele. A gente ri de tudo, mesmo que não tenha graça, a gente inventa que é engraçado.

Agora que tá essa moda ai de filme 3D, diz ele que quer ir comigo, porque vou gritar no cinema e ele vai rir muito. Ou seja ele me chama de palhaça, mas nem ligo, desde que eu faça meu amigo feliz, pra mim é o que importa.

Enrico você é daqueles amigos eternos, você é pra sempre, porque você é especial de mais pra sumir um dia da minha vida. Vamos envelhecer juntos meu amigo. Te amo!

sábado, 4 de julho de 2009

Não é fácil ser velha!



Eu já falei aqui no blog que fiz 30 anos em novembro do ano passado, ou seja faço 31 anos daqui a 4 meses. O tempo tá passando rápido de mais. Foi ontem que me vesti de vaca na minha festa a fantasia pra comemorar meus 30 e já ta chegando os 31. Que medo!
Fico assustada como cada ano passa mais rápido. Já estou programando o tema da minha festa de 40 anos, pois 9 anos passam voando. Acho que o tema será fantasia sexual, e ai os homens podem ir vestidos de bombeiros, mecânicos, cozinheiros, e as mulheres podem ir de enfermeiras, estudantes, garçonetes, enfim... São várias opções interessantes.
Bom, brincadeiras a parte, fico preocupada com a mudança no meu corpo. Esses dias fui no médico angiologista (parece médico que cuida de anjo, né?), mas o angiologista cuida das varizes (vasinhos roxinhos e verdinhos que dão na perna, e no pé da mulherada que já têm mais idade assim como eu).
Para se envelhecer bem, você tem que gastar muito. Pois além da aplicação pra ficar livre das varizes + a drenagem linfática pra ficar livre da celulite + os cremes anti-rugas + o creme firmador da pele + o creme preventivo de estrias + o creme pra pés rachados + o cinto de segurança pra não escurregar da cama depois de usar tantos cremes = metade do seu sofrido salário. Fora a musculação, a tinta de cabelo, os 5 tons de esmalte vermelho que compramos todo mês e ainda a alimentação ligth que é mais cara do que a alimentação "normal", pronto acabou o salário. Com todos esses gastos não sobra dinheiro pra pagar uma secretaria do lar e ai a mulher mesmo é quem faz a faxina da casa.
E até hoje ainda têm mulher que ganha menos do que o homem na mesma profissão.
A mulher de 30 anos deveria receber auxilio velhice, uma pequena ajuda de custo pra pagar todas essas dispesas citadas acima. Afinal ninguém quer trabalhar com mulher mal cuidada por perto não é verdade?
Bom enquanto não existe o auxilio velhice, vou pedir minha mãe pra ler o que escrevi aqui no blog, pra ela parar de comentar: _ "Mas você já tá sem dinheiro de novo"?

quinta-feira, 2 de julho de 2009

Dicas para sair do vermelho e continuar se divertindo


Se você anda individado. Aqui vão algumas dicas (eu adoro dar dicas sobre qualquer assunto), pra você sair do vermelho e pra isso, não pense que você não será digno de diversão. Festinhas em casa é a melhor opção pra quem tá duro, pois você chama um tanto de amigos, pra sua casa, pede pra levarem bebidas e ai você contribui com umas pimentinhas pra acompanhar. Ninguém vai notar que você não comprou bebidas, afinal você é o dono da casa e ninguém te viu entrar de mãos vazias na festa. Peça pra cada amigo(a), levar outro amigo(a) que você não conhece, assim, você aumenta sua rede de relacionamentos, e tem novas pessoas pra adicionar no orkut.
Outra dica muito bacana, se quizer sair com a galera, pra balada, diga que você está tomando remédio e não pode beber. Depois diga que você não tá aguentando de vontade e que vai só experimentar um pouquinho. Faça isso com todos os amigos sem que os mesmos percebam que você está bebendo as custas deles. De golinho em golhinho você enche a cara de graça.
Se você quer ir ao cinema, mas não tem carteirinha de estudante, não se preocupe. Escolha cinemas que tenham banheiro no corredor entre uma sala e outra e quando acabar o filme que você pagou "inteira" pra ver, vá até o banheiro e se esconda até a próxima sessão de outra sala, pois não tem lanterninha o tempo todo no corredor. Então dá pra você ver dois filmes pelo preço de um.
Tá afim de comer num restaurante? Tenha sempre um inseto ou fio de cabelo à mão. Quando você já estiver bem satisfeito, diga que encontrou algo na sua comida e chame o gerente. Ele vai deixar você sair sem pagar com certeza. Caso isso não aconteça, diga que não vai pagar e saia correndo imediatamente.
Bom é isso gente, espero que minhas dicas tenham ajudado. Boa diversão a todos!

segunda-feira, 29 de junho de 2009

Olha a chuva! huuuuuu! É verdade! haaaaaaa


Ontem fui em uma festa junina chiquereresíma, onde o convite feminino estava sendo vendido por R$ 220,00 e masculino a R$ 300,00. Mas claro que eu fui porque super ganhei o convite de uma amiga que é noiva de um cara que vende essas tendas pra evento e ai ele conseguiu duas cortesias pra gente.

Ficamos lá as duas pobres fingindo que têm dinheiro pra pagar mais de R$200,00 reais numa festa. Fiz escova e chapinha no cabelo, pintei as unhas de vermelho e coloquei a minha bota de sintético disfarçada de couro.

Tomei suquinho, comi churrascquinho, docinhos, milho verde e caldos. Ufa! Era coisa de mais pra comer. Nem aguentei olhar pra cara do cachorro-quente, muito menos pro macarrão que pareciam deliciosos, como todo o resto.

Tava tudo indo muito bem, uma banda de forró tocando, com uma vocalista que pensava que era a Cláudia Leite, enfim, até que começou a chover muito e a primeira coisa que pensei foi: "E choveu, cabelim incolheu"! Vamo lá todo mundo cantando. Só deu a mulherada escondendo o cabelo no capuz da blusa e eu que não tinha um, pedi o cachecol da Renatinha emprestado e enrolei na cabeça como se fosse um turbante. Vi que todos estavam olhando muito pra mim, porque eu deveria tá realmente muito estilosa com um turbante no cabelo, afinal não é nada normal a gente vê isso por aqui. Vi então que outras mulheres que estavam por perto se sentiram encorajadas a fazer o mesmo e tacaram cachecol ou lenço na cabeça, mas cada uma deu seu jeito de proteger a chapinha. Foi nessa hora que descobrimos quem tinha o cabelo liso de verdade, ou seja, só aquelas que não se preocuparam em esconder as madeixas da chuva. Mas eu não poderia chegar bela e sair a fera da festa, com o cabelo todo pro céu.

Bom, como nem todas as partes da festa eram cobertas por tendas, o pessoal que estava espalhado nas partes desprotegidas, vieram todos pra parte protegida e então pude perceber como estava cheio aquele lugar e tivemos que ficar parados uma hora na mesma posição, daí já me veio outro funk na cabeça: ! "Para na posição, para na posição". Porque não dava nem pra tirar o braço do lugar pra coçar o nariz. E foi ai que vi que eduação não tem nada haver com grana. O pessoal empurrava mesmo, passava trombando sem pedir licença, uma coisa hororosa. No fim da chuva eu e Renatinha fomos comer mais um pouco e um cara me viu toda encolhida e perguntou: " Isso tudo é frio morena? Vê se meu coração tá quente", e pegou a minha mão e levou até o seu peito. Eu tirei rapidamente minha mão do seu peito gordo e nojento e falei: "Não, seu coração tá frio". E ele falou algo do tipo: "Então vamos nos esquentar?" eu respondi: Não , não , obrigada". Ele de novo: "Mas você é meio fria né?". Eu disse: É, sou de escorpião. Ele de novo (não desistia nunca): "Acho que câncer e escorpião combinam hien? Eu sem paciência já: "Não combinam não, não dou certo com minha mãe". Ai o cara se mancou e saiu de perto. Putz! Um cara velho com cantadas mega retardadas. Cada vez eu me desiludo mais com os homens.

Bom, hora de ir embora, ouvimos uma musiquinha mais dance no carro, porque musiquinha de festa junina enjoa aos ouvidos se tocadas por pouco tempo, imagina numa festa inteira. Mas mesmo com tudo isso, foi ótimo e me diverti bastante.

Renatinha continua com seu noivo pra gente ter sempre convites vips pra festas mega bakanudas como essa hein! Hahahaha.

sexta-feira, 26 de junho de 2009

Eu aprendi a dançar "Triler"


Tenho vergonha do que vou dizer agora mas eu já fiz "street dance", sim, isso mesmo, "dança de rua". É verdade, eu juro! Mas era bom de mais. Só que eu só era um pouquinho mais nova do que o professor, talvez alguns poucos meses. Enfim. A turma era de novinhos, 14 a 20 anos e eu lá toda toda fazendo papel de adolescente, dançando, rebolando e requebrando toda ao som de músicas black. Mas o mais legal foi quando aprendi a dançar "triler" do Michael (que Deus o tenha). E foi bem legal fazer papel de zumbi, porque me lembro que quando eu era criança, tinha muito medo desse clipe dele. Bom não sei qual a causa da morte do ídolo do pop, mas um negro querer ficar branco, só podia dar errado um dia e foi o que aconteceu. Ele fez tanta plástica que seu corpo não aguentou. Imagina quanta anestesia local ou geral esse cara tomou pra fazer esse tanto de plástica pra ficar igual a um monstro. Não quero ficar aqui falando mal dos mortos, tenho todo respeito a eles. Mas hoje eu pensei: "Antes ele do que a Madonna". Mas ela já nasceu branca, faz muito exercicio físico e nunca foi de beber, fumar e usar drogas, então acho que ela vive bastante ainda. Acho muito triste Michael ter morrido, mas se ele não morresse agora, nem duraria muito tempo, porque seu corpo já estava começando a ficar muito defeituoso devido a tanta metamorfose. O nariz já era colado e sempre que ele espirrava, saia do lugar. Bom, não importa se Michael era pedófilo, louco e parecia um monstrinho. O que importa é que eu consegui dançar um dia igual a ele. Agora ele dança lá no céu aquela musiquinha do Padre Marcelo: "Erguei as mãos e dai glória a Deus"!

quarta-feira, 24 de junho de 2009

Dicas de beleza. Beleza?


E ai gente tudo beleza? Hoje tô passando pra dar umas dicas de beleza pra mulherada. Mas é claro que os metrosexuais (caras que têm o orgão sexual deveras grande), podem aproveitar.

Bom, primeira dica que vou dar é para quem sofreu a vida inteira com cabelo seco, assim como eu. Então a partir de agora use apenas shampoo sem sal. Eu comprei um shampoo de açúcar sem sal que é uma beleza! Engraçado isso né? "Shampoo de açúcar sem sal". Mas ai não tem novidade nehuma. Eu queria ver mesmo alguém conseguir criar o "shampoo de sal, sem sal". Imagina!

Bom, o shampoo sem sal tá bombando entre a mulherada que tem o cabelo alisado pela escova progressiva, aliás eu já tinha ouvido falar em "Rock Progressivo", ai quando surgiu a escova progressiva, pensei: Poxa que atitude! Tanto que todos os emos da face da terra fizeram isso no cabelo né? Mas se você não é emo e não tem o cabelo alisado, não faz mal, o shampoo sem sal deixa o cabelo que já é bom melhor ainda. Se você usar shampoo sem sal hidratante, então, fechô!

A segunda dica de beleza é ficar rica. Gente rica tá sempre bem na fita. Não tem mulher que fique feia com um sapato Prada, uma bolsa Gucci, e um vestido Versace. Tem? Então um marido rico é a solução. Compre já todas essas marcas em algum brechó por ai, ou use falsificado mesmo, que ninguém vai notar e vá a uma festa de alguém poderoso e conheça já o seu futuro marido rico.

Como ir a uma festa de alguém poderoso? Minha filha, já ouviu falar em penetra? Então seja uma penetra ou se permita ser penetrada, que também pode dar certo.
Um beijo! Me liga.

segunda-feira, 15 de junho de 2009

Que Viagem!

Tem coisas que claro, só acontecem comigo.
Estava eu dentro do ônibus de viagem indo pra Montes Claros, quando de repente deu uma vontade de fazer xixi e claro que eu não iria conseguir esperar a parada do ônibus em algum restaurante pelo caminho, mesmo porque uma viagem de pouco mais de 8 horas e apenas com 2 paradas, não há quem aguente segurar. Então resolvi usar o banheiro do ônibus enquanto ele parou pra pegar passageiros de uma cidade no caminho. Fechei a porta, mas esqueci de trancá-la e no meio da concentração pra fazer o bendito xixi, alguém do sexo masculino abre a porta. PUTZ! Eu falei, tampando a "persseguida": "Moço do céu''! e fechei a porta de novo. E ai não consegui fazer xixi e ainda pensei em fingir de morta dentro do banheiro pra não ter que sair dali nunca mais. Mas respirei fundo e com dignidade abri a porta e fui sentar em meu lugar como se nada tivesse acontecido. Acho que fiquei vermelha por meia hora de tanta vergonha.

Na volta da viagem, um garoto bêbado entrou no ônibus e tivemos que aguentar sua música evangélica, detalhe: a mesma música tocando repetitivamente em seu celular. Até que apelei e aproveitei que tinham dois policiais por perto pra falar com o cara. Então eu pedi pra ele colocar um fone de ouvido e pra falar mais baixo (pois ele e o amigo, não paravam de falar alto e errado). O cara fingiu que eu não pedi nada pra ele e continuou irritando com sua música e seu papo chato. Até que o polícial apelou também e pediu pra parar de incomodar. Mas o cara ainda ficou horas discutindo com o policial e com outros passageiros que interferiram na conversa, pedindo pro cara se "mancar". Sorte a minha que tomei dois dramins e depois consegui dormi horrores, porque ninguém merece!

Fiz uma viagem para fugir do estresse e pensar na vida. Pensei tanto que fiquei deprimida e não aproveitei a viagem como eu queria. Se pudesse voltar no tempo não teria tentado fazer xixi no banheiro do ônibus e nem teria pensado tanto assim na minha vida.
Bom... Até a próxima viagem!

terça-feira, 9 de junho de 2009

Feliz dia dos namorados!


Dia 12 de Junho tá chegando. Muitos namorados e namoradas estão nesse momento ansiosos com o dia que é puro mimo, beijinhos doces, lingerie nova. Fiu fiu!
Nesse dia é como se o casal de pombinhos não tivesse nenhum problema. Eles se elogiam o tempo todo, se grudam como se não fossem se ver nunca mais e chamam um ao outro de ursinho (a), docinho, amorsinho, fofinho (a), e outros adjetivos chatinhos, que só entendemos como é bom, quando estamos com alguém.
Mas para aqueles que estão solteiros é um dia como outro qualquer. O homem solteiro nesse dia pensa: - Ufa! não tenho que dar presente pra ninguém. E a mulher solteira se entope de chocolate no quarto e chora pensando no último namorado que está quase se casando com outra, ou no penúltimo que a trocou por uma mais gostosa, ou ainda no primeiro namorado que deu um vestido ridiculo (no primeiro dia dos namorados que tiveram) com uma estampa de roupa de vó, que não tinha nada haver com ela.
Mas claro que eu não podia deixar de dar minhas dicas aqui para as solteironas de plantão que já estão pensando em se entupir de antidepressivos nesse dia.
Então vamos lá.
Dica 1: Pense naquele namorado ciumento que não te deixava fazer nada sozinha.
Dica 2: Pense naquele outro que comia outras mulheres com os olhos enquanto estava com você e ainda te chamava de ciumenta e dizia que não tava olhando pra ninguém e ainda disse pra você que deveria fazer uma terapia, se não ele ia terminar tudo.
Dica 3: Pense naquele outro lá que te deixava em casa e ia pra balada e você o desculpou pelo menos 5 vezes.
Dica 4: Pense no fanático por futebol e que todo final de semana chegava em sua casa bêbado e puto porque o time dele perdeu.
Dica 5: Pense em como você não merece nada disso e que é muito melhor está sozinha do que mal acompanhada.
Dica 6: Não tenha inveja das amigas que estão namorando, por que quase todas estão mais infelizes do que você que está sozinha.
Dica 7: Chame uma amiga e vá ao cinema ver um filme. mas por favor nada de comédia romântica nesse dia.
Dica 8, 9 e 10: Não pense que sua feliciadade está em outra pessoa.
Beijos e tchau!

terça-feira, 21 de abril de 2009

Tiradentes

Estamos ai de novo em mais um feriadão onde a segunda foi emendada na terça pra muitos trabalhadores.
Várias pessoas que já haviam viajado na Semana Santa, no Carnaval, e nas férias de Janeiro, resolveram aproveitar mais esse feriado, afinal o feriado é pra isso mesmo, né não?
Mas eu pergunto: Alguém parou pra pensar no dia 21 de Abril de 1792? Alguém se lembra do que estudou em História onde se falou da Independência do Brasil e da morte de Joaquim José Da Silva Xavier (nosso Tiradentes)?
Ficamos todos aqui descansando no feriado e ninguém mandou rezar uma missa pra ele coitado. Um homem que morreu vestindo uma camisola ridicula, com a cabeça raspada e sem barba (ao contrário do que a história conta). Praticamente um Jesus Cristo, morrendo por nós e ninguém se importa com isso? Só se preocupam em viajar e se divertir no feriadão. Poxa que falta de respeito!
Eu nem fiz muita coisa legal em respeito ao cara. Fui pra uma festinha no sábado, poucos amigos, nada de mais, enquanto eles tomavam cerveja, eu fiquei só no refri mesmo. Vi alguns filmes em casa, e fui ao cinema segunda, ver uma comédia romântica "Ele não está tão a fim de você". Pensei até que alguém poderia contar a história de Tiradentes no cinema e o título poderia ser "Ele não está tão a fim de morrer".
Bom gente, vamos refletir mais sobre o tema do feriado, tá? A gente não pode sair por ai simplesmente se divertindo como se alguém não tivesse morrido neste dia tá legal?

sábado, 4 de abril de 2009

Cansou do cara e não sabe como dizer que não quer mais? Deixa que ele mesmo diga.


Chame o cara pra ir ao cinema e leve dentro da sua bolsa uma sacolinha de supermercado cheia de pipoca e diga que acha um absurdo comprar pipoca no cinema, pois você pode comprar um saco de milho que irá render 10 vezes mais, pelo mesmo valor que está sendo cobrado ali. Enquanto saboreia a pipoca vá dando beijinhos nele com a boca bem salgada.


Convide o cara pra ir em uma festa com você. E leve uma vasilha pra colocar docinhos e salgadinhos no final da festa. Mostre como você é porca e mistura tudo na mesma vasilha, sem ao menos colocar um guardanapo entre os dois.


Fique um dia sem tomar banho e sem escovar os dentes e convide o moço pra jantar em sua casa. Diga que ficou por conta do jantar o dia todo e não teve nem tempo de se cuidar direito. Se mesmo assim ele ainda quiser a sobremesa, que no caso é você; esteja vestida com sua pior calcinha.


Chame umas vizinhas faladeiras pra um evento em sua casa e convide apenas ele de homem. Deixe ele sozinho com as mesmas e vá até a cozinha fazer algo. Se ele reclamar que você não deu atenção a ele durante o evento; diga que você precisava deixa-lo a vontade com elas, afinal aquelas são sem dúvida suas melhores amigas.


Se mesmo assim o cara não desistir de você me dá o telefone dele que eu mesma termino tudo!

sábado, 21 de março de 2009

Vicky Cristina Barcelona X Entre lençois



Penélope Cruz, Javier Bardem e Scarlett Johansson contra Reynaldo Gianecchini e Paola Oliveira. Isso mesmo, porque eu resolvi assistir aos dois filmes no mesmo dia, um seguido do outro. E então rolou aquela dúvida básica: Qual dos dois primeiro? E acabei escolhendo a primeira opção. Não porque Javier Bardem seja mais charmoso do que Gianecchini e nem mesmo porque Scarlett johansson, seja mais bonita do que Paola Oliveira. Mas porque eu ja havia lido sobre Vicky Cristina Barcelona. Algo como: "Woody Allen resolve brincar de Pedro Almodóvar". E como sou muito fã de Almodovár resolvi dar uma chance pro Woody que foi o diretor do filme. Eu sempre tive uma birrinha dele como ator, mas acho que como diretor ele arrasou de mais! Sou sua fã agora Woody, me liga!


Os dois filmes tratam de conflito amoroso e liberdade sexual. A diferença é que o roteiro de "Vicky Cristina Barcelona" é belíssimo e o roteiro de "Entre lençois" é meio pobrinho. Vou chamar o primeiro filme de "Vicky" apenas, pra ficar mais fofinho. Bom, "Vicky" me deixou alegre, pra cima. Ver as imagens de Barcelona e a arquitetura de Gaudí reforçou a minha única ambição de vida que é viajar o mundo e ver as artes que estudo nos livros, de perto e poder fotografar tudo isso como a personagem de Scarlett fazia.


"Entre lençois", me deu um pouco de vergonha, porque senti que o próprio Gianecchini estava envergonhado de fazer o papel de um galinhão-gostoso-que-se-revela-romântico. Ele fazia umas caras muito de: "que que eu to fazendo aqui?" "Que mico fazer esse filme"! "Imagina a Marilia Gabriela me vendo nessa cena patética!"
Achei forçada a interpretação dos dois, mas ela demonstrava menos a vergonha que estava sentindo de ficar a maior parte do filme sem roupa. Safadinha!

Eu adoro filmes nacionais, mas "Entre lençois" deixou a desejar. Até a música de abertura dá vergonha, enquanto que o tema de "Vicky" é mega fofo. Talvez se Woody tivesse dirigido esse filme também, teria dado certo!
.
.
.
Dá pra ouvir os temas de abertura dos dois filmes em seus sites:

quinta-feira, 5 de março de 2009

Receita do homem ainda mais imperfeito

Para o homem ser ainda mais imperfeito, (na minha opinião, que fique bem claro) ele precisa...

1) fumar - cigarro é uma praga, além de deixar o cara fedorento, eu tenho a impressão que mesmo tomando um banho longo e lavando até o cabelo, não adianta; se ele acende um cigarro logo em seguida, parece que não toma banho há 3 dias, pois o cigarro impregna na hora. E o hálito de quem fuma também não é nada agradável. Se você beija um fumante, parece sim que está beijando um cinzeiro, embora, eu já tenha ficado com fumantes que tinham a manha de continuar com o hálito quase puro. Sei que é ridiculo, odeio cigarro, mas acho charmoso o homem fumante. Podre! eu sei.
2) Ser bombado - Tenho pânico, pavor, horror a homens mega malhados, daqueles que nem conseguem encostar o braço no próprio corpo. Aqueles que tem o braço da largura da minha coxa. Cruzes! E o pior é que geralmente (isso é quase uma regra), são todos burros e só falam desses produtos mega nojentos pra ganhar massa e que faz flatular horrores e fedendo.
E esses nem com um cigarro na boca ficam charmosos. São muito ridículos!
3) Usar chapinha no cabelo - Eles agora decidiram que não adianta ser só metrosexual, têm que ser quase mulher. Eles já faziam unha, depilavam e alguns até se maquiavam e agora eles estão até usando chapinha no cabelo. Pra eu ficar com um homem que faz todas essas coisas, prefiro ficar com uma mulher logo de uma vez. Porque antes uma mulher de verdade do que um homem parecido com uma né? Imagina, você saindo com um cara e todo mundo comentando: _ Aquilo é homem ou mulher?
4) Usar roupa social - É aceitavel roupa social pra trabalhar, ou pra usar em baile de formatura e casamentos, e mesmo assim se puder colocar um tênis all star junto, ai acho o máximo! Mas se o cara for encontrar comigo de roupa social, com a camisa pra dentro da calça e aquele sapato de bico quadrado. Socorro! Não passa daquele encontro e mesmo assim fico doida pra ir embora. Uma vez sai com um cara assim e quando eu vi a roupa que ele tava usando, pensei: "Esqueceu a Bíblia em casa, né? ". Porque ele parecia um pastor de igreja evangêlica. E achei que ele ia ficar "pregando" a noite toda. Mas até que o assunto "Jesus", nem foi mencionado.
5) Ser machsita - Ainda existe isso, mas eu realmente acho a coisa mais antiquada do universo, o cara ser machista. Se um cara disser pra eu trocar de roupa pra sair, eu vou perguntar se ele quer que eu tire pra ele usar. Já que ele é machista chama-lo de gay vai fazer com que ele suma na mesma hora.
Agora imagina tudo junto: um homem bombado, usando roupa social e chapinha no cabelo, fumando e mechendo com uma gostosa na rua. É tipo... lindo!

segunda-feira, 2 de março de 2009

Pessoas legais são um achado!

Tenho conversado com muitas pessoas que considero bem legais e que andam reclamando da solidão. Querem namorar e não encontram ninguém legal. Reclamam todos da mesma coisa. Da falta de compromisso, da falta de consideração, da falta de respeito, da falta de comunicação, da falta de fidelidade, da falta de tudo que um relacionamento tem que ter e não está tendo.
Estão desanimados, desiludidos, e acham que pessoas legais estão em extinção.
Eu por exemplo, só encontro pessoas legais longe de mim, em outras cidades. E tenho amigos que dizem a mesma coisa. Tem um de BH namorando em SP. Eu mesma já namorei lá longe... E depois dele nem tive outro namorado. Nem casinhos breves. Não consigo passar do segundo encontro com ninguém. Na verdade eles é que não conseguem. Já me empolguei várias vezes e vi que não era nada daquilo que eu estava pensando. Enfim...
Mas se tem tanta pessoa reclamando assim, porque é que estas pessoas não se encontram? Onde andam as pessoas legais? Onde andam as pessoas que acreditam no amor? Onde andam as pessoas que não têm medo de se relacionar (aliás eu morro de preguiça de pessoas que têm medo de se relacionar). Pessoas que dizem pra mim: - "Acabei de sair de um relacionamento agora, e não quero me envolver". - "O problema não é você, sou eu". A nemmmmmmmmmmmm!!!!! Pode parar! Que saco!
Tenho um imã que atrai pessoas com medo de se relacionar. E ai é aquela velha história; começam a gostar e terminam. Eu mereço! Se não quer gostar de ninguém, se joga de um prédio logo e morre de uma vez.
Têm muita gente por ai perdendo a oportunidade de ser mais feliz porque são estupidamente medrosas.
Se você encontrar alguém legal por aí. Não largue nunca mais, porque pessoas legais são um achado!

segunda-feira, 16 de fevereiro de 2009

Evento de moda com Lilian Pacce

Semana passada fui em um evento de moda muito picareta apresentado pela jornalista de moda Lilian Pacce (que todo mundo acha o máximo).
A mulher falou sobre tendência de comportamento e de moda, nehuma novidade até então, fora que ela lia o tempo todo com todas as vírgulas, e nem despistava. Tratou o cara da luz como seu empregado interrompendo a palestra sem nos pedir licença, pedindo pra ele tirar a luz da cara dela porque tava muito forte, e nem um "muito obrigada" o cara escutou.
Ela falou sobre "recriar o futuro" na moda. Nesse momento o Enrico comenta comigo e com Elisa: _ "Mas como recriar o futuro, se ele nem foi criado ainda"? Tenho que concordar com o Enrico. Ela tentou falar bonito de mais e não pensou no que escreveu em sua colinha sobre o assunto.
Depois que ela falou bastante baboseira, teve uma apresentação da Vicunha em um vídeo mega careta e um cara no palco mostrando tipos de lavagens de jeans. Ninguem tava interessado em saber nada daquilo, mas ficamos ali esperando que começasse logo a última parte do evento que seria o desfile, pra gente poder encher a barriga de comes e bebes.
Na hora do desfile, a música falhou várias vezes, e um modelo não sabia se desfilava sem música ou ficava ali parado. Uma modelo escurregou na passarela, um outro modelo "lindinho de morrer", morreu foi de vergonha das roupas que usou, e todo mundo ria muito quando ele desfilava. E claro que eu dei uma crise de riso seguida de muita lágrima escorrendo pela face de tanto rir, da última roupinha que ele usou, que era um macacão mega cavado no suvaco, daqueles bem roupa de ginástica dos anos 80.
No final de tudo tentamos somar quantas vezes a palavra "vintage" foi mencionada na palestra da Lilian e do cara do jeans, mas perdemos a conta.
Falou-se também do jeans delavê, mas eu acho delavê muito demodê.
Bom finalmente comidas e bebidas pra todo lado e eu querendo experimentar de tudo. Nem sabia o que era, mas fazia questão de provar um de cada. E o Enrico como é mais fresco pra comer, as vezes ainda me dava o dele. Fui embora chateada por não ter comido o bolinho da bacalhau, mas na saida ainda fui surpreendida com uma mesa de docinhos, e a sorte é que eram só de 4 sabores, porque claro eu também tive que provar um de cada.
Bom o evento valeu pra muita risada, muita comida boa, e brindes (uma bolsa jeans mega grande, com um caderno e um lápis dentro), to usando tudo no meu trabalho, eu estava realmente precisando de uma bolsa-que-cabe-tudo.

domingo, 8 de fevereiro de 2009

Festa anos 80




Ontem fui em uma festa de anos 80 numa danceria na Savassi. Aniversário da prima de um amigo. Chegando lá uma fila quase tão grande quanto a do show da Madonna pra entrar. E era uma fila desanimadora, não só pelo seu tamannho mas também pelas pessoas que faziam parte dela.

Tinha gente achando que era pra ir fantasiado de anos 80, só pode, porque simplesmente, não vejo outra explicação pra tanta baranguice junto. E o povo velho resolveu sair de casa todos no mesmo dia. Cocotinhas menopausas, bombando na pista, delirando ao som dos anos 80. Elas dançavam como se dançava nos anos 80, usavam maquiagem, como as dos anos 80 e se vestiam como nos anos 80. E tinha homens de todo tipo; terno sem camisa por baixo, calça santropeito, etc. Tava um mix de monstro do armário com bicho papão.

Eu ficava assustada com tanta gente feia reunida num só lugar. Mas como eu estava com uma turma mega bacana e descolada, ficava por perto deles o tempo todo e só ia ao banheiro em casos extremos, pois era na claridade do banheiro feminino que eu ficava ainda mais assutada, por que ai sim dava pra ver os modelitos e penteados da barangada. Eu estava me sentindo numa gafieira.

Mas foi muito legal ver que ainda sei cantar músicas que eu nem lembrava que existiu um dia. Engraçado isso. Coisas que ficam na memória guardadas e nem sabemos que está lá. É como andar de bicicleta, nunca se esquece mesmo como é.

Bom, mas realmente recordar é viver, mas doi perceber como o tempo passa e como você está ficando velho, tão velho que o corpo doeu de tanto dançar, e o sono bateu sem eu notar.

terça-feira, 3 de fevereiro de 2009

Mudança

Caixas e mais caixas, pela casa inteira. É coisa que não acaba mais. Eu não sabia que daria tanto trabalho. Imaginar é diferente de vivenciar a coisa.
Acabo de mudar pra um apartamento. Eu que morei 29 anos na outra casa e não sabia como era mudar.
Deu um nó na garganta na hora de juntar a minha vida em caixas e sacolas plásticas. Deixar aquilo tudo pra trás foi bem estranho. Mas já estou gostando da nova moradia. Meu PC ainda está no chão, estou escrevendo toda torta, sentada no chão também. Mas não podia deixar de registrar essa mudança que significa muito pra mim, pois não estou mudando só de casa, e sim de vida. Meus pais estão com a gente, mas só enquanto a casa deles em Lagoa Santa fica pronta. Depois seremos só eu e minha irmã mais nova. Muita festa no ap, mas sem bunda lelê (o Latino que me perdoe).
Estou bem feliz, com tudo isso, já que eu tinha projetos de morar esse ano sozinha (sem os pais), mas ainda não tinha condições pra isso. E como esse mundo tá moderno e agora os pais é que estão indo morar sozinhos, eu tenho mais é que aproveitar.
E viva a modernidade, né não?
Aguardem o chá de casa nova queridos amigos. Nesse dia beberemos e vocês me darão presentes.

segunda-feira, 2 de fevereiro de 2009

Auto ajuda


Tenho um amigo que diz que tem pavor de livros de auto ajuda, e daquele "Consultor Comportamental" Antônio Roberto (que parece o Alf, o E. teimoso), acho muito engraçado.

Ah! mas eu não resito a essas coisas. Já vi o documentário "O segredo" e tentei pensar mais positivo, depois que o vi. Porque eu tenho uma tendência a ser negativa, que é fora do comum. Mas to trabalhando isso em mim. Claro que não sou daquelas que olha pro espelho e começa a falar com o "eu" do outro lado: _ Você é única! Você é especial! Você vai conseguir! Você é linda! Ah! linda até que eu falo sim. É a auto-estima alta bombando!

Lembro que depois que eu vi "O segredo" (onde eles pregam no documentário que você pode ter ou ser o que você quiser e só depende de você e do seu pensamento, e que para isso é só você visualisar coisas boas), eu fiz uma colagem e grudei no meu guarda-roupa, imagens de coisas que eu desejava ter como por exemplo uma pele lisa, livre de estrias, celulites, espinhas e vasinhos estourados (não que eu tenha essas coisas, mas é melhor previnir). Coloquei uma foto de um corpo super sarado, com uma barriga perfeita. Coloquei uma foto do Gael Garcia Bernal, pra que somente homens lindos de cabelos lindos, boca linda, olhos lindos e corpo lindo chegassem perto de mim. Coloquei foto de comidas super saudáveis, pra ver se eu parava de comer tanta porcaria, já que eu adoro uma fritura e uma coca cola. Coloquei foto de paisagens bacanas com praias maravilhosas, pra ver se eu parava de ir só pra Cabo Frio, que é sem dúvida uma cidade muito bonita, mas eu estava afim de dar uma variada. Enfim... Fiz uma montagem com todas as imagens (artisticamente, ficou bem interessante) e olhava pra ela todos os dias e até sorria pro Gael. Mas com tudo isso apenas descobri uma coisa; como eu sou uma pessoa fútil e isso doeu fundo! Rasguei o "mural da perfeição" e o máximo que alcancei com meus poucos dias de pensamento positivo, foi, uma viagem pra Grussaí - RJ e alguns beijinhos em homens bem bonitos, mas que não ligaram no dia seguinte.

E quando eu descobri que quem escreve o horóscopo (uma forma de auto ajuda) do jornal é qualquer pessoa, ou seja, essa pessoa inventa o que vai acontecer com você, no dia, na semana e no ano. Foi como uma criança descobrir que Papai Noel não existe. Mas como eu sou uma pessoa que esquece as coisas com facilidade, sempre me pego olhando o jornal na parte do horóscopo de novo.


domingo, 1 de fevereiro de 2009

A grande Família


Na minha família tem umas coisas muito engraçadas, que só nós dizemos. Tô incluindo aqui em família, tias, primos, etc.
Tenho uma tia (casada com um tio na verdade), que ela sempre ia nas festinhas de família e ela tem um filho, meu primo (que se eu vir na rua nem vou saber quem é, porque ele nunca tava presente nessas festas e em mais nada da família), que se chama Alexandre. Sei o seu nome porque essa tia toda vez fazia um pratinho de salgadinho ou docinho e dizia: _ "Vou levar pro Alexandre". Essa frase ficou tão famosa na família , que agora sempre que temos uma festa e algum primo não vai, a mãe desse primo diz: _ "Vou levar pro Alexandre". Mesmo o nome do filho sendo Tiago, Luciano ou Paula. Todas levam pro Alexandre. É ótimo!
Outro dia por exemplo eu fui ao aniversário de uma amiga, e eu, Fernanda e Enrico fomos embora da festa, carregando um copinho descartável, cheio de docinho, ou seja "levamos pro Alexandre". Aqui no caso os "Alexandres" eram nossas mães mesmo.
Tem uma outra coisa que principalmente os homens da família fazem quando tem festa. Se alguem serve um prato de comida, mesmo que não esteja tão cheio, um outro comenta _ "Ennnnnnnnnnnnnnnnnnn", que significa "nuuuuuuuuuuuuu", como se a pessoa tivesse servido uma montanha no prato. É muito divertido, intimida qualquer um.
Outra coisa engraçada. Quando qualquer coisa é servida num almoço, por exemplo, mandioca, ai meu primo Luciano começa: _ "Que isso mandioca"? Se for batata: _ "Que isso batata"? Tipo, ele pergunta, já respondendo. Acho muito bom!
Esse mesmo primo quando era criança e tava com vontade de comer suspiro dizia que queria comer o "biscoito do fundo", que era o biscoito que ficava no fundo do armário da vó. Ele achava que suspiro, chamava "biscoito do fundo", justamente porque minha vó guardava escondido no fundo do armário.
E eu quando era criança e queria biscoito dizia: _ "Qué cocoti". Ai por isso até hoje um tio toda vez que me encontra pergunta: _ "Qué cocoti Claudinha"? Fico toda sem gracinha e respondo: _ "Quero não tio".
O mais legal é que só minha família entende, o que é "levar pro Alexandre" e "comer biscoito do fundo".

sexta-feira, 30 de janeiro de 2009

O dia em que a Terra parou


Vai ai uma ótima dica de filme pra você indicar para seus inimigos, porque pra amigo é muita sacanagem. "O dia em que a Terra parou".
O ator da nova versão é muito mais bonito, sem comentários. Mas se querem ver keanu Reeves, assitam o primeiro Matrix de novo que é sem dúvida melhor. Aliás eu adoro "Matrix", 1 e 2, o 3 é bem chato, mas enfim...
Ver Keanu no papel de um alienigena super heroi... Hum, não desceu bem não. E o roteiro é péssimo. Não sei se foram fiéis ao primeiro filme de 1951. O que sei é que um filme tão ruim, não precisa ser filmado de novo. Pra quê? Só pra fazer a gente passar raiva no cinema? Só um sádico pra ter tido a brilhante idéia de fazer esse filme de novo. Até os "defeitos especiais" não prestam. É muita bobagem para um filme só. Estou revoltada!
Se tivesse que dar uma nota de zero a dez , eu daria (menos 200). Ahhhh! "menos 200", é menor que zero? Tá, então minha nota é um "zero", mas um "zero a esquerda".

quinta-feira, 29 de janeiro de 2009

Orkut


Quando fiz o meu primeiro orkut, só os nerds sabiam o que eram. Não que minhas primas Leandra e Matilde, sejam nerds, mas foram elas quem me aplicaram o orkut. Eu já tive uns 4, sei lá, fiz, ai fiquei um tempo sem, ai fiz de novo, agora não deleto mais.
Mas orkut quando se tem namorado é foda! Ele sempre quer saber quem é o fulano que te chamou de linda e você sempre quer saber quem é a gostosa de biquini que chamou ele de gato e ainda perguntou que dia vão se encontrar de novo. Já tive brigas feias por causa de orkut. Engraçado que agora que tô solteira, ninguém fica chamando de linda. Parece que os caras gostam de provocar o namorado e conseguem, e depois nós que temos que ficar explicando, enfim...
Eu adoro o orkut, porque dá pra saber o que várias pessoas estão fazendo da vida, parece fotonovela, e vamos seguindo os capítulos, quando lançam fotos novas.
Acho engraçado que se alguém numa boate acende o seu cigarro (não que eu fume, é só um exemplo), no dia seguinte te adiciona no orkut. E o pior é gente que eu nunca vi na vida, que vem com um papo de que gostou do meu perfil e quer me adicionar. Quando olho o perfil da pessoa, ela tem 999 amigos e sai a caça de mais um desconhecido, só pra dizer que conhece muita gente e no fim das contas elas só conhece 150 pessoalmente.
Dou risada com foto de orkut, tem umas muito sem noção. Pessoas de biquini e sunga, são o melhor pra mim. Gosto também daquelas fotos que o povo faz biquinho. Sempre tem aquelas que a pessoa pega a câmera e fica em frente ao espelho do banheiro e fotográfa a se próprio, mas esquece de tirar as toalhas e calcinhas penduradas pra tudo que é lado.
Eu gosto de fazer uma brincadeira que é ótima pra provar que BH é um ovo e que todo mundo se conhece. Clico nos meus contatos pra ver os amigos que tenho em comum, depois passo pra os contatos dos meus contatos e ai descubro sempre amigos em comum também, e fico pensando de onde fulano conhece ciclano, é bem engraçado. Façam isso quando tiverem muito à toa e entediados, é um passatempo ótimo! Pra finalisar quem quiser dar uma olhada no meu orkut, eu não tranco todas as fotos, mas é muito raro eu adicionar desconhecido. Favor não insistir, risos...

http://www.orkut.com.br/Main#Profile.aspx?uid=12988350705883828533